21 / Setembro / 2015

6 vantagens do uso do PACS

pacs

A área de saúde gera muita informação. Com o advento da tecnologia digital, essa quantidade aumentou substancialmente, principalmente por conta de imagens obtidas de equipamentos como ultrassonografia, ressonância magnética, tomografia computadorizada, endoscopia, mamografia e radiografia.

Para gerir tantos arquivos foi desenvolvido, em meados da década de 80, o PACS (Picture Archiving and Communication System ou sistema de Arquivamento e Comunicação de Imagens).

Basicamente, o PACS é uma arquitetura computacional criada para capturar, armazenar, distribuir e exibir imagens médicas. A partir do compartilhamento de imagens, proposto pelo PACS, é possível obter diagnósticos à distância ou até uma segunda opinião especializada. Para os profissionais de saúde estão claras as vantagens, que vão desde integração de dados até diminuição de erros em todo o fluxo de trabalho. Para o gestor, as melhorias vão além de facilitar a rotina. Veja abaixo seis vantagens para o gestor que pensa em implantar um PACS.

Redução dos custos
Por realizar o armazenamento de imagens em um servidor, ele permite analisar as imagens em tela. Isso faz com que seja desnecessária a impressão de exames. Além do desuso do filme, ele reduz o custo com a parte química, o processamento, o armazenamento e a manipulação. A expectativa é que, com o tempo, a demanda por películas de raios-x diminua à medida que os hospitais optem por imagens digitais.

Melhoria no gerenciamento dos dados dos pacientes
Para conseguir avaliar a evolução clínica de um paciente, o profissional precisa ter em mãos todos os seus exames. O PACS permite a consulta imediata a qualquer informação do paciente, já que elas passam a ser exclusivamente digitais.

Redução das taxas de repetição de exames
O tempo gasto para repetir ou encontrar um determinado exame pode resultar na piora do estado clínico do paciente. Além de prejudicar a saúde do paciente, o retrabalho pode repercutir negativamente e acabar com a reputação do hospital. Além disso, visualizar exames em tela traz melhorias para o diagnóstico, já que as imagens ficam em alta resolução (ao imprimi-las, certamente haverá perda na qualidade, o que pode dificultar a sua interpretação).

Diminuição de tempo de procura de exames
Além de garantir a confidencialidade dos dados dos pacientes, o departamento de imagens médicas administra pedidos, distribuição, arquivamento e recuperação de exames clínicos. Facilitar a busca é aumentar a produtividade do setor e promover a melhoria no fluxo de trabalho clínico.

Integração com outros sistemas
A tecnologia já é realidade para o setor, porém ainda observa-se muitos sistemas em operação paralela para diversas tarefas específicas, desde o agendamento e cadastro do paciente até a execução dos exames e emissão de laudos. Com a padronização que vem com o PACS fica mais fácil promover a integração de diversos sistemas heterogêneos.

Padronização de sistemas
O padrão DICOM foi criado para promover a troca de informações de imagens digitais e a padronização dos diversos formatos de imagens médicas. Com ele, é possível fazer a distribuição e o compartilhamento das imagens pelos diversos equipamentos que conversam em DICOM.

Conheça o PACS da Microdata que garante inteligência ao fluxo de trabalho e mais agilidade na captura, armazenamento e distribuição de imagens.