30 / Dezembro / 2015

Benefícios da gestão de serviços de apoio ao diagnóstico

gestão de serviços

Independente da área, a qualidade é essencial para realização de qualquer serviço de saúde e, no rol de ofertas, ele tem tudo a ver com o controle da gestão. Se levarmos em conta que métodos de diagnóstico por imagem estão em constante renovação e incorporação de novas tecnologias, o gerenciamento dessa área é de vital importância para a sustentabilidade da instituição.

Tendo o gestor a missão de planejar, organizar e controlar a organização como uma unidade de negócios e, ao mesmo tempo, transformar recursos humanos e materiais em uma empresa rentável com produtividade, resolutividade, segurança e, sobretudo, qualidade; a gestão de serviços de apoio ao diagnóstico não pode sair do seu radar. São serviços e equipamentos custosos que exigem mais do que gestão para retorno de investimento. É preciso ter esse gerenciamento como facilitador para o atendimento das necessidades, anseios e expectativa das pessoas.

Em uma instituição de saúde, a qualidade é consequência de uma gerência integrada, sistêmica e coerente que privilegia a ação assistencial. Ela deve permear todo o ambiente hospitalar e não apenas partes dele. Ter a qualidade como driver permite à organização realizar controles internos e externos de todos os seus serviços diagnósticos, monitorar indicadores com curva de tendência em todos os processos e criar sistemas de planejamento e melhoria continua em termos de estrutura, novas tecnologias e atualização profissional.

As técnicas de gestão dos serviços com princípios pautados na qualidade permitem, sobretudo, que recursos humanos e tecnológicos trabalhem com muito mais eficiência, processos tornem-se visíveis e rastreáveis, que o consumo e a circulação de papéis sejam reduzidos sensivelmente, que o faturamento aumente e, principalmente, que a satisfação e fidelidade dos clientes aumente.