07 / Outubro / 2015

BI baseado em nuvem melhora a eficiência e os resultados clínicos

bi

Para o setor de saúde, a disponibilidade da informação é tão importante quanto à interpretação dos dados por parte do profissional, para o tratamento do paciente. Por isso, o papel da tecnologia na área é primordial.

O uso de um BI (Business Intelligence) ajuda na inclusão de inteligência do negócio ao coletar dados, organizar, analisar, compartilhar e monitorar as informações geradas. Porém, a disponibilidade ainda fica restrita ao local em que se obtém e armazena o dado.

Embora promova acesso muito mais rápido, o BI por si só fica restrito à sua rede de equipamentos para fornecer essa inteligência ao negócio. Para melhorar a visão gerencial e contribuir ainda mais para a rapidez na tomada de decisão, o ideal é disponibilizar todas as informações em nuvem, ou seja, BI em cloud computing, que nada mais é que oferecer o acesso à solução de qualquer lugar ou dispositivo. Ou seja, o BI não precisa estar instalado em uma máquina física.

Realidade em muitas organizações, as vantagens da computação na nuvem vão além de acesso ilimitado. Armazenar os dados na nuvem oferece redução de custos, ganho de espaço físico na empresa, rapidez no uso dos sistemas, segurança e, principalmente, uma melhora na eficiência e nos resultados clínicos.

Além da melhora significativa da capacidade analítica, um BI em cloud computing facilita a compreensão das tendências do negócio, a identificação de riscos e possibilita um planejamento corporativo mais amplo.

A nuvem facilita o acesso das informações e garante a mobilidade. A escalabilidade é outra vantagem do sistema. Com capacidade de expandir rapidamente para um grande número de usuários e prover acesso a uma análise dentro de poucos minutos, o BI em nuvem oferece a agilidade que se traduz em rápida definição de estratégias de ação e de tomada de decisões.