22 / Julho / 2016

Como a radiologia digital pode auxiliar na medicina diagnóstica

radiologia digital

Os benefícios da radiologia ficaram consagrados e fizeram o setor conservar, ao longo do tempo, um espaço de muita importância em relação aos cuidados de saúde. Os resultados imediatos da radiologia apoiam decisões relativas ao tratamento do paciente e comprovam o papel essencial do diagnóstico por imagem.

Os exames de radiografia, por exemplo, são o primeiro tipo de exame a ser solicitado pelos profissionais de medicina na maior parte das vezes, quando o paciente faz queixas de dor ou quando há suspeita de lesão. Com a chegada de novos recursos tecnológicos, a área de radiologia tem sido aprimorada. Instituições e profissionais de saúde, assim como pacientes, já podem contar com resultados mais precisos e imagens de melhor qualidade, benefícios provenientes da radiologia digital. A chegada de novas ferramentas e novas funcionalidades impacta o diagnóstico de lesões e de outros quadros, o que faz a radiologia evoluir e preservar seu papel essencial frente aos serviços de saúde. A seguir, saiba mais sobre radiologia digital e seu potencial para auxiliar a medicina diagnóstica!

Evolução no processamento das imagens com a radiologia digital

Ortopedia e traumatologia foram algumas das especialidades que se beneficiaram com o surgimento dos exames de radiografia e raio-X. No setor de diagnóstico por imagem, grande parte dos exames solicitados são radiografias. Afinal, esse tipo de exame é útil para avaliar qualquer parte do corpo, desde o tornozelo até a coluna vertebral. Com uma demanda tão alta, o impacto da tecnologia no setor tem trazido mudanças importantes. No entanto, a evolução mais perceptível se deu quanto ao processamento das imagens.

O sistema PACS (Picture Archiving and Communication System, ou sistema de comunicação e arquivamento de imagens) é um dos benefícios da chegada da tecnologia no setor. Ele tornou possível processar, modificar, transmitir e imprimir eletronicamente a informação, isto é, a imagem oriunda dos equipamentos que realizam os exames. Atualmente, muitas instituições já optam por trabalhar com imagens digitais que podem ser visualizadas na tela do computador. Consequentemente, menos registros em filmes são feitos e a tendência é que esse tipo de uso caia ainda mais.

Vantagens evidentes

As vantagens do formato digital são evidentes tanto na manipulação dos dados quanto na entrega do resultado ao paciente. O progresso tecnológico, além de permitir a captura digital das imagens, acabou abrindo caminho para que novas ferramentas fossem adotadas.

A utilização do sistema PACS implica serviços baseados em documentos digitais. E, quanto mais os centros de diagnóstico por imagem e demais instituições de saúde puderem contar com métodos digitais, melhores condições terão para competir e elevar a qualidade do atendimento fornecido ao paciente.

Métodos digitais eliminam os custos com o processo químico de revelação, reduzindo o impacto financeiro e ambiental. Outro ponto é que a perda de imagens de exames (relevadas em filme) afeta o fluxo de trabalho da instituição, causando retrabalho e impedindo que haja mais agilidade no atendimento ao paciente. Com arquivos em formato digital, basta acessar o sistema para consultar o exame.

Aliás, ter imagens acessíveis e disponíveis para consulta é, sem dúvida, um benefício relevante. A possibilidade de consultar exames anteriores com praticidade significa também poder contar com um histórico de exames do paciente à mão, permitindo que o diagnóstico seja bem fundamentando e que o quadro de saúde seja acompanhado da melhor forma possível pelos profissionais envolvidos.

A necessidade de competitividade para as instituições

A radiologia digital traz perspectivas futuras promissoras, no entanto, adotar determinada tecnologia implica possuir uma equipe técnica capacitada para lidar com suas ferramentas adequadamente, o que requer investimento. Com profissionais bem instruídos, é possível perceber as vantagens da utilização dos sistemas e contar com processos de atendimento fluidos.

Diante desse cenário, muitas vezes, o desafio para os centros de diagnósticos, clínicas ou hospitais é justamente conseguir aliar a inovação tecnológica à rentabilidade dos serviços de radiologia. É claro que decidir sobre qual solução tecnológica adotar requer cautela, reflexão e, sobretudo, planejamento. Porém, é fundamental ter consciência de que o auxílio da radiologia digital à medicina diagnóstica é efetivamente mais significativo, e que substituir métodos analógicos por digitais tem deixado de ser um diferencial para se tornar um requisito de competitividade. Sem contar que a integração dos elementos digitais passa a ser uma alternativa possível, trazendo benefícios evidentes e oportunidades para que a instituição otimize cada vez mais seu desempenho operando a partir de sistemas integrados.

Exames específicos que são um avanço notório da radiologia digital

É esse o caso da angiotomografia computadorizada, um exame que beneficia enormemente a medicina diagnóstica e tem conquistado reconhecimento na especialidade médica de cardiologia no Brasil.

O fato é que a melhor qualidade das imagens permite que os diagnósticos sejam mais precisos, provando o quanto o avanço da tecnologia opera transformações e impulsiona a evolução do setor. Com detectores de imagem mais sensíveis, o tempo de realização de exames e a exposição do paciente à radiação são menores. Sempre que a qualidade do atendimento ao paciente é aumentada, é sinal que houve progressos no setor.

Projeções para o futuro

A expectativa é que a radiologia digital possa contar cada vez mais com exames que apresentem uma visão detalhada das imagens, sem que, para isso, seja necessário realizar procedimentos invasivos. Dessa forma, a radiologia digital aumenta sua contribuição à medicina diagnóstica, pois viabiliza a investigação de lesões apenas por meio de imagens computadorizadas, evitando que o paciente tenha de ser exposto a intervenções cirúrgicas.

Já as radiografias, muito mais conhecidas e largamente solicitadas, são, desde sempre, instrumentos eficazes para pesquisa de lesões ósseas, oriundas de trauma, inflamações, infecções, tumores, ou mesmo consequência de osteoporose ou artrite. Com o previsto envelhecimento da população, é natural que cresça o número de exames que investiguem esse tipo de lesão. Portanto, a perspectiva futura é que a radiologia continue ocupando seu lugar de importância no universo dos cuidados de saúde. Modernizar e aprimorar os serviços radiológicos é o caminho mais promissor para as instituições.

E então? Conseguiu entender melhor o papel da radiologia digital para a medicina diagnóstica? Tem dúvidas ou quer compartilhar alguma experiência no assunto? 

eBook: 7 alertas de como evitar a baixa performance

eBook: 7 alertas de como evitar a baixa performance

Baixar eBook gratuito