09 / Agosto / 2017

O que é e para que serve o sistema para clínicas médicas

Operadora sem papel

Do agendamento ao faturamento, ferramentas tecnológicas auxiliam processos de trabalho nos consultórios

 

A tecnologia faz parte do cotidiano das pessoas, e não poderia ser diferente quando o assunto é saúde. No caso das clínicas médicas, a transformação digital evoluiu principalmente nos últimos 20 anos. Antes disso, o hábito era o uso da agenda em papel para marcação de consultas e a cobrança com recibos de papelaria, apenas para citar exemplos. Como resultado, estão à disposição diversos tipos de sistema para clínicas, que mudaram a rotina dos médicos e  funcionários. 

De acordo com Rogério Medeiros, professor do MBA de Gestão em Saúde do Centro Universitário São Camilo, o computador entrou nos consultórios primeiro como ferramenta para fazer o faturamento de consultas e exames, seja por meio do pagamento efetuado pelos próprios usuários ou pelas operadoras de Saúde. “Mas a tecnologia evoluiu e o que vemos hoje são diversas soluções que fazem a gestão do paciente e da clínica como um todo”, destaca.  

Os sistemas básicos de gerenciamento são o Enterprise Resource Planning (ERP) e o CRM (Customer Relationship Management). O ERP serve para fazer todo o controle administrativo e financeiro da clínica, com emissão de notas, faturamento, pagamento de fornecedores e demais operações. É a ferramenta central de gerenciamento de uma empresa, seja ela do porte que for, e também auxiliam na compra de medicamentos e materiais necessários para a realização dos procedimentos da clínica médica, bem como na gestão dos estoques. “É possível lançar no sistema tudo o que é utilizado para, por exemplo, fazer um curativo, e automaticamente ele cria protocolos para todas as vezes em que esse procedimento é necessário, alertando para o caso de necessidade de compra”, afirma Medeiros. 

Uma das funcionalidades do ERP, é o Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP), que armazena o histórico médico do paciente, com informações como consultas, medicações, exames e encaminhamentos. Além do acompanhamento clínico, a ferramenta auxilia na segurança do paciente. “No passado, se o médico fizesse uma anotação sobre um paciente que tem alergia a um medicamento e não se lembrasse ou perdesse o papel, poderia prescrever de novo o mesmo componente. Com os sistemas hoje existentes, é possível criar alertas que auxiliam na tomada de decisão para o melhor diagnóstico."

Medeiros afirma que, graças a esse sistema para clínicas, é possível um melhor acompanhamento dos pacientes. “Os sistemas podem emitir alertas para pacientes crônicos que não comparecem à consulta no tempo determinado para acompanhamento, dependendo da faixa etária e diagnóstico”, explica. É possível ainda contar com ferramentas de apoio ao diagnóstico por meio do PEP, como a sugestão para realização de determinados tipos de exame com base nos sintomas descritos pelo paciente e ainda o acesso a portais de conhecimentos médicos, que disponibilizam informações em tempo real. 

A integração do PEP com sistemas de armazenamento e gestão de imagens também ajuda no diagnóstico, segundo Medeiros, pois não há risco de perda de exames impressos e o acesso é facilitado. “A tecnologia também permite utilizar ferramentas que ampliam, vetorizam ou transformam imagens em 3D, facilitando a visualização de alterações nesses exames.”

Outro sistema  para clínicas citado pelo especialista é o agendamento online. “Sai a figura da secretária que recebia a ligação e anotava a data da consulta na agenda de papel e entra a internet, que pode ser acessada pelo paciente a qualquer hora, em qualquer lugar, de qualquer dispositivo”, explica Medeiros. A secretária passa então a ter papel de gestora dessa agenda, que pode contar ainda com envio de SMS ou e-mail para confirmação de consultas e exames, evitando assim que o paciente falte sem aviso prévio.

O objetivo de todo esse ferramental de sistema para clínicas é, segundo o especialista, melhorar a percepção do paciente em relação ao atendimento e, claro, facilitar a administração do ambiente.

eBook: Guia definitivo da clínica digital

eBook: Guia definitivo da clínica digital

Baixar