Atrasos na liberação de medicamentos, de pré-certificação para níveis mais baixos de atendimento ou até para internações são responsáveis por 36% das interferências nos fluxos de atendimento.

Leia mais