Assine nossa newsletter

fique por dentro de tudo sobre gestão em saúde, inovação e tecnologia

Fechar

Cadastro realizado com sucesso.

Fechar

Este não é um endereço de e-mail válido. Verifique o preenchimento dos campos e tente novamente.

Fechar

Após substituição de sistema, Proasa pôde perceber riscos existentes em sua operação

Produzido em 30/09/2015

Ausência de processos completamente automatizados aumentavam o desafio da operadora para o cumprimento das exigências da ANS

Em 2011, o Programa Adventista de Saúde (Proasa) foi inserido no projeto da Rede Adventista de Saúde que tinha como objetivo suprir a carência de sistemas de informação nos hospitais e clínicas espalhados por todo o Brasil e na operadora de plano de saúde localizada na capital federal. Com a contratação da MV e o início da implantação do sistema de gestão, o Proasa pôde perceber os riscos existentes em sua operação.

Utilizando um software próprio há mais de dez anos que não tinha capacidade para a completa informatização dos processos, a operadora que atua no segmento de autogestão não possuía garantia de segurança nas informações geradas e não apresentava recursos totalmente automatizados para atender com facilidade as exigências da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que impõe obrigações e estabelece sanções quando as práticas não são devidamente cumpridas. Tais sanções podem variar entre a aplicação de multas até o cancelamento do registro concedido à operadora.

Com inúmeras funcionalidades integradas, o sistema MV proporcionou diversos benefícios à instituição, dentre os quais, segurança financeira. De acordo com o supervisor de Contabilidade do Proasa, Jaudeir Mendonça, o sistema utilizado anteriormente contabilizava processos com atrasos e “por não termos conhecimento de alguns erros que ocorriam, como pagamentos de procedimentos a beneficiários em período de carência e pagamento de consultas fora do valor de tabela, a operadora sofria impactos no faturamento”.

Capaz de transmitir todos os arquivos exigidos pela ANS, o sistema MV está permanentemente preparado para atender as obrigações legais do órgão regulador. Entre os arquivos disponíveis está o SIP (Sistema de Informações de Produtos), que acompanha a assistência de serviços prestada aos beneficiários, e o DIOPS (Documento de Informações Periódicas de Planos de Assistência à Saúde), que tem a finalidade de coletar informações cadastrais e financeiras para acompanhamento das operadoras no que diz respeito à saúde econômico-financeira e à manutenção dos dados cadastrais.

Outro diferencial são os Relatórios de Procedimentos Previamente Acordados (PPAs). Como a ANS só aceita o DIOPS elaborado por auditores independentes, o sistema facilita o envio de dados da operadora ao fornecer um conjunto de relatórios que extraem o que é necessário para a avaliação. “Antes, quando fazíamos o preenchimento dos formulários para as auditorias, era sempre necessário justificar nossos procedimentos. Agora, não há mais ressalvas!” Para Jaudeir Mendonça, a MV tem total influência nessa mudança, pois garantiu segurança e legalidade.

Ampliação de parceria

Com os benefícios alcançados, a parceria entre o Proasa e a MV amplia cada vez mais. Além de parametrizações que emitem alertas e bloqueios para determinados procedimentos, facilitando o trabalho dos usuários, agilizando os processos e garantindo mais segurança às atividades, a operadora também está adotando o sistema de Gestão Estratégica da MV. Com ferramentas que auxiliam na definição e no acompanhamento de indicadores, as soluções apoiam a gestão ao permitir acesso a uma visão geral da empresa para que a tomada de decisões esteja alinhada ao planejamento estratégico.

Depoimentos

  • Com o sistema antigo, muitos erros aconteciam... A MV garantiu total segurança para a legalidade.

    Jaudeir Mendonça
    Jaudeir Mendonça Supervisor de Contabilidade do Proasa

Características

Área de Atuação Todo o Brasil
Segmento Autogestão
Clientes Mais de 17 mil

Outros Cases

filtrar por